fbpx

Quando falamos em economia o reaproveitamento de água é indispensável. Veja como funciona esse sistema econômico e ecologicamente responsável.

Em tempos de estiagem o assunto do reaproveitamento de água ganha força. É um desperdício deixar que todo esse recurso vá, literalmente, pelo ralo. Por isso vale a pena você pensar em uma alternativa que seja ecologicamente correta e também economicamente viável.

Primeiramente precisamos esclarecer a diferença entre reuso e reaproveitamento de água. O reuso de água é quando você reutiliza uma água que foi usada na sua casa, a chamada “água cinza”. Como exemplo temos a reutilização da água no banho, da máquina de lavar ou do lavatório do banheiro, entre outros.

Já o reaproveitamento de água é a coleta e tratamento da chuva com o posterior uso na residência, e é disso que esse post irá tratar. Essa água pode ser reutilizada no vaso sanitário, para regar plantas, para lavar calçada, lavar carro, encher piscina. Em situações extremas pode ser utilizada para consumo, se devidamente tratada.

Vantagens do reaproveitamento de água

Nas cidades existe cada vez menos espaço sem áreas permeáveis (sem pavimentação), o que impossibilita a absorção da água da chuva pelo solo. Isso faz com que toda água da chuva fique sem escoamento, sendo direcionada para as galerias de água pluviais. O sobrecarregamento das galerias causa enchentes e inúmeros transtornos. Ao reaproveitarmos a água da chuva contribuímos para que menos água seja despejada nos sistemas de coletas das ruas.

O desperdício de água potável também é um problema. Utilizamos muita água tratada em locais que não há necessidade. Lavar a calçada por 15 minutos com mangueira gera um consumo de 279 litros de água! Não há necessidade de usar água tratada para isso, e se a água for reaproveitada da chuva, melhor ainda. Veja o consumo e formas de economizar água aqui.

Ao utilizar água da chuva para atividades na nossa casa fica evidente a economia na conta, não é mesmo? Pois saiba que podemos economizar até 50% do valor final com o reaproveitamento de água das chuvas. Em média, o investimento inicial se paga em 5 anos.

Como funciona

Existem várias formas de captar água da chuva para uso, inclusive com o uso de telhado verde. Iremos tratar aqui da coleta da chuva no telhado através das calhas com fins não potáveis. Existe uma norma técnica sobre esse procedimento, a NBR 15.527.

Se você deseja implementar na sua casa um sistema de reaproveitamento de água da chuva, o ideal é que o projeto seja feito junto com a construção da casa. Do contrário, não será possível implementar o sistema sem quebrar vários locais na residência.

Para o reaproveitar a água da chuva dentro de casa você deverá ter 2 caixas d’água, uma para a água potável, fornecida pela empresa de abastecimento da sua cidade e outra para a água coletada da chuva.

De modo geral o processo de reaproveitamento de água da chuva ocorre da seguinte forma:

  • A água que cai sobre o telhado é direcionada através das calhas para uma cisterna.
  • Um filtro retira as sujeiras maiores que ficam no telhado da água, antes de chegar na cisterna.
  • A água é armazenada em reservatórios enterrados (cisternas). Dependendo da aplicação é necessário passar por um processo de filtragem. Se o seu objetivo é reutilizar essa água na piscina ou para lavar a roupa é necessário filtrar a água para garantir que não haverá sujeira nem bactérias. Se não quiser fazer uma cisterna enterrada no jardim existem modelos de cisterna que ficam apoiados no solo.
  • É necessário uma bomba para enviar a água da cisterna para a caixa d’água. Essa caixa d’água é exclusiva, ou seja, o sistema é independente e não se mistura com a água potável. É importante que você diferencie as tubulações, com cores, por exemplo, para que no futuro não haja confusão em eventuais manutenções.
  • As tubulações conectadas à caixa de água reutilizável serão responsáveis por abastecer os locais onde essa água será utilizada, como por exemplo os vasos sanitários, piscina, torneiras no jardim, etc.
reaproveitamento de água

Em períodos secos ou de estiagem a cisterna poderá ficar vazia prejudicando o funcionamento do sistema. Para que o sistema não pare por completo é necessário que haja uma tubulação e um registro de ligação com a água potável.

Esse sistema de reaproveitamento de água da chuva é muito bom para o planeta e seu bolso. As desvantagens são o investimento inicial para construção e a necessidade de manutenção periódica. Entretanto, em poucos anos você já terá o retorno financeiro e a contribuição ecológica ficará para sempre.

Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades da nossa Loja e Blog.


    André F.G.

    Designer, formado pela UFSC.

    0 comentário

    Deixe um comentário

    Avatar placeholder

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Open chat
    Precisa de ajuda?